sexta-feira, 23 de março de 2012

Contra a EBSERH: assine o abaixo-assinado online!




EBSERH não!! - manifestação contrária a transferência dos Hospitais Universitários (HUs) à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares

A Frente Nacional contra a Privatização da Saúde solicita a sua adesão a este abaixo-assinado digital contra a implementação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares – EBSERH nos Hospitais Universitários (HUs) do Brasil:
***
**
Fonte: caliss.files.wordpress.com
Nós, cidadãos e cidadãs abaixo-assinados, manifestamos publicamente a nossa posição contrária à implantação da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) em qualquer um dos hospitais-escola do Brasil, pois consideramos que esta implantação:
***
1) É uma afronta ao caráter público dos HUs e à sua característica nata de instituição de ensino vinculada às universidades públicas;
2) Negligencia à autonomia universitária garantida no artigo 207 da Constituição de 1988;
3) É um risco para a independência das pesquisas realizadas no âmbito dos HUs;
4) É uma forma de precarização, porque flexibiliza os vínculos de trabalho com o fim dos concursos públicos nos HUs;
5) Representa prejuízo para a população usuária dos serviços assistenciais prestados pelos hospitais-escola, pois os serviços se tornariam menos eficientes e seu acesso menos democrático;
6) Representa um risco de dilapidação dos bens públicos da União, ao transferi-los a uma empresa de direito privado.
***
Para assinar, clique aqui
***
***

37 comentários:

  1. muita gente não quer a implantação da ebserh porque querem continuar nas sombras dos terceirizados de quem realmente trabalha, gostaria que todos tivessem deveres e obrigaçôes e trabalhassem todos os dias, eu sou terceirizado a mais de 12 anos neste tempo eu nunca recebi decimo terceiro salario e nem ferias, não e justo alguem tem que mudar isto...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que absurdo, colega! Há 12 anos és explorado por intermediários! Pois é, por isso é que se faz necessária a realização de concursos públicos regulares para dar conta da demanda, sem sobrecarga e sem os contraditórios adoecimento e morte de trabalhadores da Saúde! Você, preparado e competente como é, seria aprovado e sairia de um regime PRECÁRIO de trabalho que somente favorece os INTERMEDIÁRIOS que se locupletam explorando o trabalho dos outros. A SAÚDE não pode ser vista como MERCADORIA, o trabalhador da saúde não pode ser uma MERCADORIA nas mãos dos que se aproveitam dos recursos públicos em benefício do setor privado. O melhor que te "oferecem" é a possibilidade de ser um pouco menos explorado num regime CLT! Confundem INTERESSE PÚBLICO COM LÓGICA DE MERCADO. Você está mirando sua metralhadora no lugar errado, colega! Quando não tiveres mais força para suportar essa EXPLORAÇÃO, quem estará ao teu lado? Pense nisso!

      Excluir
    2. em doze anos nunca recebeu 13 e nem férias....mesmo sendo terceirizado acho isso impossível, acho que porque deve ter recebido em dinheiro.... fique esperto

      Excluir
    3. Alexandre Carvalho,
      Isto é ilegal!
      Procure se informar sobre seus direitos trabalhistas!
      Vá ao Ministério do Trabalho ou procure um bom advogado trabalhista.
      Se não recebeu 13º salário, férias, INSS, etc, posso lhe garantir: SUA CAUSA É GANHA! Qualquer juiz que entenda a comprovação de vínculo trabalhista lhe retornará TODOS os valores devidos, com juros e correção monetária.
      E ainda lhe indagará o porquê de não ter procurado a justiça antes...
      Como o colega acima disse, CUIDADO! Não contribuir (você e o patrão) também é entendido como sonegação de impostos, ok?
      Busque seus direitos e cumpra com sua obrigação civil.

      Excluir
    4. Tem que MUDAR de verdade , celebrando concurso público e não criando empresas . o problema do nosso país não são os funcionários públicos , são os governantes desonestos.
      Se houvesse concurso público regularmente para atender a necessidade do povo, voce não estaria desempregado(a), e os funcionários dos hospitais não teriam que trabalhar em dobro para suprir a falta de funcionários.
      Privatizar os hospitais trará à população uma realidade pior do que ela ja vive, pois terão que compartilhar com a rede privada (convênios e particulares) portanto haverá sim diminuição de leitos.

      Excluir
    5. Além de levar todos os diretores de hospitais para passear na europa as nossas custas, a EBSERH tambem está pensando naqueles que ficam por aqui. Comprou 40 tvs de 50 " para instalar na sede em Brasília, além de instalar várias tvs de 80" nas salas do presidente e diretores ao custo de 30 mil reais cada !

      E ninquem faz nada !!!

      é Ridículo !!!







      EMPRESA BRASILEIRA

      DE SERVIÇOS HOSPITALARES

      EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO

      Nº 22/2014 - UASG 155007

      Nº Processo: 23477005362201408 . Objeto: Contratação de instituição para execução do programa de Capacitação Internacional de Gestores dos Hospitais Universitários Federais, no âmbito do Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais -REHUF Total de Itens Licitados: 00001. Fundamento Legal: Art. 25º, Inciso II da Lei nº 8.666 de 21/06/1993.. Justificativa: Serviços técnicos enumerados no art. 13 da Lei 8.666/93, de natureza singular, com empresas de notória especialização. Declaração de Inexigibilidade em 04/04/2014. PEDRO PAULO SETTE DE MORAES. Coordenador Administrativo. Ratificação em 04/04/2014. WALMIR GOMES DE SOUSA. Diretor Administrativo Financeiro. Valor Global: R$ 1.776.738,99. CNPJ CONTRATADA : Estrangeiro EXEBSERH1 - ASSOCIATION COLUMBUS.

      Excluir
  2. Concurso público é besteira, as contratações deveriam ser feitas por currículo e CLT, logo teriamos um serviço de qualidade. O Funcionário público é problema do Brasil a anos. Falam de exploração dos funcionários, mas na verdade o povo é que sofre nas filas enquanto os vagabundos ficam em casa ou dormem no trabalho. O governo sabe que se quiser melhorar os hospitais vai ter que acabar com essa praga. A Ebserh é só o começo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. me desculpe, mas sua visão é equivocada. contratações por curriculos não funcionariam nunca pois abrriam portas só para os "QI's", ou seja para os apadrinhados de politicos, e ao nepotismo. Praga pode ser você que deve ser um pretenso QI....

      Excluir
    2. Julia você mostra que não lê notícias. No último mês de março, reportagem especial do Fantástico mostrou esquema para fraudar licitações de saúde pública, feito entre empresas fornecedoras e funcionários públicos do hospital pediátrico da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). http://g1.globo.com/rio-de-janeiro/noticia/2012/03/fantastico-mostra-como-e-desvio-de-dinheiro-em-um-hospital-publico.html. A corrupção já existe, e as contratações das fundações dos hospitais são exemplos de apadrinhados de politicos. Logo, também já existe. Você defende o q? Nada. É somente contra a mudança, como todo sindicalista.

      Excluir
    3. Não é à toa que os covardes que se aproveitam do "QI" se escondem atrás do anonimato...

      Excluir
    4. Amiguinho...
      Vá estudar a Carta Magna para compreender que isto é OBRIGAÇÃO e DEVER do Estado! Ninguém está aguardando caridade de políticos, mas somente o cumprimento da Constituição Federal.
      Em seguida, demande um LONGO tempo estudando TODOS os argumentos que deram origem e garantias ao concurso público, o porquê destes serem realizados, etc.
      Por fim, e se tiver feito o dever de casa com afinco, terá garantias de um amplo entendimento do processo e certamente agraciará os autores destas Leis...

      Excluir
    5. Informando-se pelo Fantástico?! Por isso é tão desinformado...

      Excluir
  3. para mim nada mais nada menos que mais uma frente para roubarem nas licitações, o que falta não é administração e sim verbas e concursos públicos, salários dignos, chega de maracutaia neste país transferir administração da universidades que tem que provar onde foi investido cada tostam que entre para os políticos e entregar a saúde aos corruptos de vez, e não vai mudar nada para os terceirizados vão ter que fazer, pela lei terão que fazer os concursos para entrar e tempo para sair e salários mais baixos que estão a ganhar, cego e aquele que não quer ver....acorda não com troca de administração que a coisa vai melhorar e sim piorar mais uma frente para corrupção e desvio de verba e licitações e compra de matéria vagabundo colocando em risco a vida da população, conhecemos os políticos que temos e vc vai querer deixar seu filho na mãos deles pense bem.....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Jô não entendi a tua lógica!!! Meus filhos assim como os teus já estão na mãos dos políticos no que se trata de saúde. Privatizando é isso que muda, né? Temos exemplos de sucesso em privatizações no Brasil. Talvez este já mais um.

      Excluir
    2. Privatizar os Hospitais Universitários só servirá para gerar mais mercado para as indústrias de equipamentos hospitalares e fármacos aumentarem suas margens de lucro e garantirem mercado para desaguarem sua produção, já que não haverá licitação para os adquirir, além do que haverá sempre disputa, nos hospitais, entre a população de usuários do SUS e de planos de saúde. Quem deverá ganhar a vaga? Também, se os hospitais trabalharão sob a lógica do lucro, pra que uma consulta ou exame médico vai durar 20 minutos, se em 3 minutos a instituição irá ganhar mais? Onde entra aí o tempo destinado ao ensino em um hospital-escola? Pelo amor de Deus, saúde não é mercadoria, ensino também não! A nossa Constituição Federal garante que sejam universais e, para isto, NÃO DEVEM GERAR LUCRO, MAS SIM SOLUÇÕES PARA A POPULAÇÃO. Dinheiro para investir e obrigação de realizar concursos para repor o quadro funcional o governo tem.

      Excluir
  4. Acho que tem muita gente que nao quer a ebserh, por quer tem medo de trabalhar mesmo...quem trabalha, trabalha em qualquer situação...Os servidores querem ficar nas costas dos terceirizados mesmo, sou terceirizado de um hospital federal e só quem trabalha( leva o hospital nas costa) somos nos terceirizados...a questao de QI vai ter sempre, com ou não ebserh. Temos que primeiro pensar no paciente acima de tudo e depois discutir as ebserh...

    ResponderExcluir
  5. Quem diz que o servidor da saúde não trabalha desconsidera o fato de termos optado por cuidar de vidas. O perfil preguiçoso e desrespeitoso de alguns colegas independe do seu vínculo empregatício. O que está em questão no momento é o desrespeito do governo aos sistemas de controle social que lutam por manter direitos que foram conquistados com muita luta e dedicação, inclusive por membros do próprio governo, num passado não muito distante. A privatização da saúde não solucionará os seus problemas. Apenas repassará a outras mãos a massa sucateada por eles próprios e manterá a população desvalida à margem dos poucos direitos a que possuem. FORA A EBSERH!!!

    ResponderExcluir
  6. Olá colegas,
    Acho muito boa a discussão gostaria de dar minha contribuição com a minha vivencia em um HU. Bom sou assistente social do Hospital Universitário Cassiano Antonio Moraes ( o vulgo Hospital das Clínicas), sou contratada sob o regime jurídico único, ou seja sou efetiva e entrei por meio de concurso público. Lá no serviço social somos 12 efetivas e 6 contratadas. A sobrecarga de trabalho é igual pra todas, porém as contratadas podem chegar a recebem 1/8 do que ganham as colegas com mais tempo e que já fizeram sua progressões. Ora, somos todas trabalhadoras, com as mesmas atribuições e competências se isto não é precarizar as relações trabalhistas precisarei reler Antunes. A EBSERH virá pra tornar essa situação (já julgada como irregular e por isso o HU tem pagado multas diárias) em regular, flexibilizar as relações de trabalho e desresponsabilizar o Estado. Para além das contratações é preciso pontuar que a falta de investimento na saúde não é uma coisa recente, desde a reforma sanitária dois projetos disputam a saúde nesse país. Claramente a EBSERH reforça o modelo privatista. E pra quem diz que efetivo não trabalha te convido a passar um dia comigo no HUCAM :)

    ResponderExcluir
  7. E pensar que o Canadá é o segundo maior país em extensão no mundo, e possui um Sistema de Saúde Pública exemplar, inclusive recebem alguns estadunidenses pobres que vão pra lá pra se tratar, visto que no EUA o serviço de saúde é particular. Então que o país é muito grande é papo de falacioso, ou ignorante!!! Até por que um país grande e que cobra tantos impostos, tem dinheiro de sobra pra investir em saúde, se aqui não fossem tantos governantes ladrões e incompetentes.

    ResponderExcluir
  8. eu sou contra a privatisaçao do EBSERH !

    ResponderExcluir
  9. Correto, porém, se for para melhorar os serviços, e evitar 80% dos roubos, tá valendo, ótima idéia, agora, se for para cabide de emprego para sindicalista e de político ai não nota Zero.

    ResponderExcluir
  10. Esses sindicatos hein, sempre em defesa dos trabalhadores, jornada de trabalho, estabilidade, aumento, etc.
    Lamentável é ter de esperar mais de um ano na fila do SUS e ter um atendimento péssimo nos hospitais públicos. Estão defendendo quem? os funcionários públicos? E quem vai defender o povo deles? Estabilidade gera incompetência, concursos públicos trazem profissionais sêm experiência e sem capacidade técnica. Estão sempre achando que tá ruim, mas ninguém larga a mamata. Pena a Ebserh também ser empresa pública, pois deveria ser privada como diz no título deste site. Não têm capacidade nêm de fazer protesto. Lamentável.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Estabilidade gera incompetência, concursos públicos trazem profissionais sêm experiência e sem capacidade técnica??"
      Se esta frase realmente fosse verdade, não seria tão difícil passa num concurso publico. E quem passa, tenho certeza que esse sim tem toda experiência e capacidade técnica para exercer sua função. Se vc não é capaz disto, não saia falando besteira dos funcionários públicos.

      Excluir
  11. Olá pessoal,

    Pelo que estou lendo nestes comentários todos tem um ponto de vista. Alguns comentários a calourados, uns equivocados, outros beirando a ignorância. Então peço que classifiquem o meu comentário. Desde já agradeço.

    Eu vejo que a EBSERH vem pra disponibilizar uma forma de trabalho / administração da saúde que deu certo e funciona muito bem. Os HU's não são obrigados a aderir a EBSERH. Claro tudo tem consequências, ou seja, vantagens e desvantagens. Um ponto é a estabilidade, pode ser visto como vantagem ou desvantagem. Mas o fato é que vai acabar a estabilidade.

    Era isso, pessoal.

    ResponderExcluir
  12. Para os nossos colegas terceirizados há muitos e muitos anos que não respeitam os concursados queriam é estar no nosso lugar. Vão estudar mais e passar nos concursos pois quem estuda passa e quando vocês estiverem do lado de cá pois senão me engano vocês mesmo fazem a separação concursados/terceirizados aí sim vocês darão valor a nossa luta que é a de não privatizar os HUs e que haja concurso. Ah! e não se enganem com o salário mirabolante. Eles dão com uma mão e tiram com a outra.

    ResponderExcluir
  13. A informação no lugar da ignorância, por favor. Ao ler alguns comentários vê-se de imediato vários sofismas grassando por aqui. Creio que assistir ao filme "Sicko-$O$ Saúde" de Michael Moore, feito em 2007, dará uma boa perspectiva do que vem a ser um sistema de saúde altamente privatizado (e lucrativo), como o estadunidense, comparado com demais países com um bom sistema de saúde público (ou universal, como eles chamam), como o seu vizinho Canadá. É altamente recomendável, segundo vejo, ter uma visão ampla e real das possibilidades, deixando o sectarismo de lado, na medida do possível. Detalhe: o cineasta Michael Moore, é estadunidense nativo e não é comunista, embora possa ter algumas ideias consideradas socialista pelos conservadores. Pessoalmente, acho que a questão aqui é bem mais humanitária, e que deve ser favorecida e fortalecida se mantivermos um sistema universal de saúde, logo, acessível a todos que dele precisarem, pois impostos pagos nesta nação são vultuosos, todavia, mal direcionados, como se sabe. Como é notório, um sistema de saúde privatizado é para quem pode pagar, e nem assim é garantia de bom atendimento (quem tem planos de saúde privado neste país sabe muito bem do que estou falando). Como sempre, o governo central quer se locupletar de suas obrigações constitucionais, e de lambuja favorece o interesse de uma minoria empresarial, o que não é nenhuma novidade.

    ResponderExcluir
  14. O povo fala como se a coisa tivesse boa rsrs
    Pior que tá não fica, que venha a EBSERH.

    ResponderExcluir
  15. Gente, a EBSERH, embora seja uma empresa com regime jurídico de direito privado, ela é uma empresa PÚBLICA, onde quem detém o capital é a UNIÃO, 100%. E ainda mais ela não é uma exploradora de atividade econômica, é sim uma prestadora de serviço público, não está sujeita a falência, tem imunidade tributária, ou seja, tem todas as prerrogativas que uma instituição prestadora de serviço público possui. É uma absurdo falar em privatização do serviço de saúde, muito menos uma afronta à independência universitária ( uma vez que a própria universidade quem decide se o HU será gerido ou não pela EBSERH). E ainda falar no fim dos concursos? Como assim? Para ser empregado da EBSERH só apenas por meio de concurso público de provas ou provas e títulos. Isso não existe!! Por essas e outras que este país não cresce. A cabeça de boa parte dos brasileiros ficou parada nas dinfunções patrimonialistas e burocráticas da administração pública brasileira, uma pena!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até que enfim alguém que sabe o que diz! Parabéns!

      Excluir
  16. Caraca, como falam merda...Nada vai mudar enquanto não mudarem governantes ladrões e corruptos...Precisa mudar leis também.
    Falei.

    ResponderExcluir
  17. Só bobagens...aff!!!
    As pessoas ouvem e repassam, mas não se informam sobre o trabalho da empresa- EBSERH...esse é o nosso Brasil, galera!!! Um Brasil que quer mudanças, porém, todo mundo alienado!!!

    ResponderExcluir
  18. Cacete! Como assim??? Os Hospitais Universitários estão sofrendo uma pressão absurda para aderir a EBSERH. Vários serviços que se mostram contrários estão sendo boicotados com cortes de exames básicos, que inviabilizam qualquer atendimento!
    Em entrevista, o procurador do TCU ressaltou que as universidades que não aceitarem a adesão irrestrita da EBSERH poderão ser punidas pelo TCU com o julgamento de contas irregulares, multas, etc, e pelo MP federal com ações de improbidade administrativa! Serão privadas de investimentos e liberação de recursos pelo Poder Executivo, que privilegiará as entidades que aceitarem a intervenção!
    Não me venha falar que a adesão a EBSERH é facultativa!!!! É extremamente impositória, como única solução possível para o grave problema da saúde pública! Esse sucateamento proposital dos serviços é para comprar os maus informados com o discurso de que tudo vai melhorar depois da entrada dessa empresa.
    Santa Ignorância!!!

    ResponderExcluir
  19. Está explicado porque os diretores dos Hospitais Universitários correram para aceitar que a EBSERHV dirigisse os hospitais em todo país !
    Com a desculpa da internacionalização do conhecimento, TODOS os diretores estão indo fazer turismo às nossas custas na Europa ! Vão passear por mais de 10 países com a desculpa de aprender sobre hospitais !! Se ainda não sabem estão fazendo o que por aqui ??
    Pela bagatela de 2 milhões de reais, fora diárias e passagens !
    é uma vergonha !
    EMPRESA BRASILEIRA
    DE SERVIÇOS HOSPITALARES
    EXTRATO DE INEXIGIBILIDADE DE LICITAÇÃO
    Nº 22/2014 - UASG 155007
    Nº Processo: 23477005362201408 . Objeto: Contratação de instituição para execução do programa de Capacitação Internacional de Gestores dos Hospitais Universitários Federais, no âmbito do Programa de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais -REHUF Total de Itens Licitados: 00001. Fundamento Legal: Art. 25º, Inciso II da Lei nº 8.666 de 21/06/1993.. Justificativa: Serviços técnicos enumerados no art. 13 da Lei 8.666/93, de natureza singular, com empresas de notória especialização. Declaração de Inexigibilidade em 04/04/2014. PEDRO PAULO SETTE DE MORAES. Coordenador Administrativo. Ratificação em 04/04/2014. WALMIR GOMES DE SOUSA. Diretor Administrativo Financeiro. Valor Global: R$ 1.776.738,99. CNPJ CONTRATADA : Estrangeiro EXEBSERH1 - ASSOCIATION COLUMBUS.

    ResponderExcluir
  20. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  21. Se estão fazendo um concurso público, (que não é emprego público estatutário), É por que estão precisando de profissionais. E se estão precisando de profissionais, por que não fazer um concurso estatutário ?
    E se os Hospitais Universitários, estão sucateados: é por causa deles mesmos, agora só será feito algo se entrar essa tal de EBSERH ? NÃO PODERIA TER FEITO ANTES ? a para com isso.
    Eles não mudam as coisas, por que com certeza, quer beneficiar alguém com a criação dessa EBSERH.
    Eu sinceramente, estou achando isso muito estranho, pois estão unificando salários de todas as regiões do Brasil e sei lá seja o que Deus quiser.

    ResponderExcluir
  22. concursada acho?6 de maio de 2014 21:07

    Aq ainda nao consegui entender esse concurso a nivel tec de enfermagem e mesmo pra 4 anos sacanagem ne....acho q como profissionais da saúde o cuidar é de nossa responsabilidade acho q fui mto bem na prova mas se for so pra4 anos desisto pois quero ter garantia das dividas q fazemos no dia a dia ...por favor alguém me esclarece

    ResponderExcluir
  23. Um monte de gente (sem generalizar, é claro) sem conhecimentos e protencionistas (de suas regalias de funcionalismo público). Sou formado em Administração Hospitalar, experiência de 14 anos em um grande hospital (referência em prestação de serviços em saúde). Como já foi dito acima, não há indicações, nepotismo e não há ninguém tomando o lugar de ninguém. Os profissionais que estão sendo contratados passaram pelo processo de concurso público igualmente aos já existentes. Não haverá substituição dos atuais pelos novos, mas sim a complementação. Dizer que se uma pessoa passa em um concurso é mais inteligente ou capaz que outra (terceirizados no caso dito) é um absurdo dito por aquele que não se garantem por sua capacidade, portanto, tem que se garantir através de uma interpreação tendenciosa dos fatos a favor de seus benefícios. Há funcionários bons e ruins em qualquer instituição, seja ela pública ou privada, mas há, também, uma dificuldade maior em combater a improdutividade na esfera pública. E se vocè é um funcionário público que trabalha dignamente, infelizmente você carrega esta estigma devido aos seus colegas improdutivos, é a máxima "os justos pagando pelos pecadores" que são muitos no caso do funcionalismo público. Em suma, não há nenhuma privatização da saúde, as finalidades dos hospitais serão mantidas, mudando apenas a gestão. Apenas haverá uma mudançã de perspectiva de gestão, em uma tentativa (questionável ou não) de melhoria das metodologias de gestão da saúde pública. Falta dinheiro na saúde pública? Sim! Mas seja um ser inteligente e tente não se esconder por trás dos "benefícios" do funcionalismo público e leia, simplesmente leia, estude, sobre a gestão da saúde pública e suas ineficiências.. leia artigos que tratam na ineficiência como o devorador de recursos. A coisa não está funcionando do jeito que está e nada mais plausível do que mudar este panorama. Se você não está pronto (e se garante) para a mudança, isso já é um forte indicativo que de você faz parte das "maçãs pôdres" do funcionalismo público! Pelo que pude verificar, a EBSERH tem as memas prerrogativas dos CORREIOS, EMBRAPA, etc., portanto, não há nada de errado. É bom ir se acostumando, pois é e será cada vez mais comum empresas desse formato administrarem hospitais públicos. Na minha cidade um hospital metropolitando em construção utilizará da mesma metodologia. Por fim, saia da sua zona de conforto, se desvincule de seu protencionismo e tendenciosismo e encare os fatos como eles realmente são!

    ResponderExcluir